Blog do escritor Ferréz

Caros Amigos


A edição de fevereiro da revista Caros Amigos reúne excelentes reportagens, entrevistas, depoimentos e artigos.

Destacamos na capa o professor e educador Moacir Gadotti, presidente do Instituto Paulo Freire, que analisa, em entrevista exclusiva, vários aspectos da educação formal e popular no Brasil. Para ele, “A educação é o maior entrave do desenvolvimento brasileiro”.

Outros destaques

Entrevistamos professores e intelectuais - Paulo Arantes, Maria Vitória Benevides,Fábio Konder Comparato, Cecília Coimbra - para analisar os ataques da direita contra os Direitos Humanos e o esclarecimento dos crimes praticados pelo Estado de 1964 a 1985.

Ouvimos vários dirigentes políticos José Eduardo Dutra (PT), Ivan Valente (PSOL), Luiza Erundina (PSB), José Maria de Almeida (PSTU), Ivan Pinheiro (PCB), Brizola Neto (PDT) eRenato Rabelo (PCdoB) sobre o que está em jogo nas eleições deste ano, o que pode mudar no cenário político do País e o que deve ser defendido pelas esquerdas.

Entrevistamos economistas e professores universitários de várias correntes – Leda Paulani,Valdir Quadros, Aloízio Mercadante – para tentar desvendar se a crise que explodiu em 2008 e interferiu no cenário nacional ao longo de 2009, vai persistir ou não em 2010.


Debatemos o universo social e cultural da chamada arte de rua, que em 2010 terá, em São Paulo, a 1ª Bienal Internacional.

Acompanhamos a mobilização de artistas e grupos de teatros de São Paulo contra as medidas restritivas ao fomento das atividades culturais.

Percorremos várias favelas do Rio de Janeiro para saber o que os moradores acham das obras do PAC.

Além disso, Caros Amigos mantém amplo e representativo quadro de colaboradores no campo democrático-popular e de esquerda, com suas colunas e artigos sobre os mais variados temas da atualidade, entre os quais Ana Miranda, César Cardoso, Emir Sader, Eduardo Matarazzo Suplicy, Ferréz, Fidel Castro, Frei Betto, Gershon Knispel, Gilberto Felisberto Vasconcellos, Glauco Mattoso, Guilherme Scalzilli, Hamilton Octavio de Souza, João Pedro Stedile, Joel Rufino dos Santos, Arbex Jr., Marcos Bagno, Mc Leonardo, Pedro Alexandre Sanches, Renato Pompeu.

Vale a pena ler.

3 comentários:

Carina. disse...

Poutz, eu adoro a Caros Amigos. Faz um tempão que não a leio, mas vi aqui vários motivos pra adquirir a edição desse mês.
Gostei da postagem, Ferréz.


Abraço.

Sérgio Filho disse...

Vou correndo comprar a minha.

Jennifer disse...

Caro Ferréz,
Entendo a sua posição como alguém de origem pobre e morador de periferia, porém acredito que isso não é motivo para culpar uma instituição idônea pela pobreza de um bairro e seus moradores.
Não gostei da sua matéria "Muro Cinza", acho uma injustiça citar o nome da Igreja Adventista do Sétimo Dia como culpada de ter um terreno privado. Tente levar as crianças da periferia para brincar no parquinho do Mackenzie e critique a Igreja Presbiteriana, ou tente usufruir da biblioteca da Universidade Metodista e critique-os também na próxima edição, e assim por diante em todos os Centros Universitários privados, pois existe uma realidade, caro amigo, a educação particular é privilégio de poucos, assim como sua infra-estrutura. Não é o muro cinza, preto, rosa ou marrom que vai restringir o acesso do paraíso aos menos privilegiados, mas sim a falta de status na sociedade, e isso independe de conteúdo religioso ou denominação congregacional.
Por favor, sinta-se um cidadão digno de viver em sociedade, acabe com o discurso de pobre humilhado. Não pense que sou rica, nem privilegiada, moro de aluguel e garimpo o pão de cada dia, como muita gente no país, mas não sou coitada de exigir que a burguesia preste atenção em mim e permita que eu sente em seus belos jardins custeados por altas mensalidades universitárias.
Acredito em Deus e também em Ellen G. White, recomendo a leitura.