Blog do escritor Ferréz

Rap do Zezinho (Ferréz)

Salve, fiz o rap do Zezinho a alguns meses para a Casa do Zezinho, veja ai a escrita para iluminar o coração das nossas periféricas crianças, depois posto a canção completa, já com base e voz. Casa do Zezinho

É o Parque santo Antônio menino!
Aqui fica a Casa do Zezinho
Vem esse lugar existe
Aqui ninguém é triste

Esforço pra ter sucesso
Trabalho e estudo é o preço
aprendendo com a Tia Dag
desde o começo

Quando sair pique cidadão
Da favela pro mundo
Com orgulho de montão

Deixa eu sonhar, deixa eu brincar
Sou criança e quero viajar
Mereço respeito, uma chance de viver
Na Casa do Zezinho eu tudo posso ser

Digno, trabalhador
Dando o que me deram, amor
No fim do arco íris achei
Algo que sempre imaginei

Minha vida colorida assim
Baixa estima se acaba aqui
Meu futuro encontrei no conhecimento
Agora sou o que sonhei, nesse momento

No compasso da cultura
Um sorriso
Eu sou, eu posso,
eu existo

Deixa eu sonhar, deixa eu brincar
Sou criança e quero viajar
Mereço respeito, uma chance de viver
Na Casa do Zezinho eu tudo posso ser

Casa do Zezinho deixa eu entrar
Só ai meus dias vão melhorar
Nesse mundo, frio, febem, solidão
Cada um de nós uma frustração

Abandonados pelo sistema, pela família
Mas aqui o arco íris sempre brilha
Depois que entrei nunca mais fui triste
Venha conosco esse lugar existe

Aqui o amor em todos os cantos
arte educadores e os santos
Toda criança é uma alma iluminada
e no final caminham com as fadas

Deixa eu sonhar, deixa eu brincar
Sou criança e quero viajar
Mereço respeito, uma chance de viver
Na Casa do Zezinho eu tudo posso ser

Ferréz

5 comentários:

Lindemberg Rocha disse...

Ferréz,

desculpe usar esse espaço para fazer um convite, mas não achei outra forma. Sou estudante de jornalismo e faço uma edição de revista experimental. Gostaria de contar com sua colaboração nos presenteando com um artigo, sobre determinado tema atual. Posso enviar por e-mail os detalhes do assunto. Aguardo sua resposta e agradeço o espaço!

Lindemberg Rocha (qualquer semelhança é mera coincidência, com Aquele... Lindemberg).

Contato: betholliy@hotmail.com
Blog: lindembergrocha.blogspot.com/

dulixo disse...

Muito bom mesmo...parabéns ...assim como a entrevista no Programa Letra Livre na TV Cultura...forte abraço.

Tubaråo

dulixo disse...

E parabéns por 4 anos de blog...boas escritas...abraço.

Tubaråo

www.dulixo13.blogspot.com

WILSÃO NEGREDO E RENATO VITAL A CORRENTE FORTE DO GUETO disse...

Foi da hora a entrevista na tv cultura, representou mesmo. É que nem na música " a literatura é marginal e que se foda a playboyzada". Assim que tem que ser. Abraços.

Turu curitiba disse...

Escrever sobre o nada...
A música que toca
o domingo acaba
a rua está deserta
a moça alegre
o moço perfeição
a criança mora na rua
a pessoa
e uma visão
o meu coração está apaixonado
a lua nova
o piano não cabe aqui
a história continua
a viola é uma boa companhia
a segunda-feira vai chegar
o tempo vai passar
o homem quer casar
a cadeira está vazia
o trabalho
o benefício
a mão escreve tocando
a noite chegou
o sol se pôs
e eu aqui.
e eu aqui.
aqui.