Blog do escritor Ferréz

O mundo dos Gibis

Salve, pouca gente sabe que quem trouxe o nome Gibi para uma revista pela primeria vez, foi Roberto Marinho, até então um simples editor da RGE (Rio Gráfica Editora) que depois se tornou editora Globo.
Na época ele rivalizava e copiava na cara dura todas as idéias de Adolfo Aizen, tido como um míto para os quadrinhistas e fanáticos por H.Q.s.
Copiava tanto as intenções do seus ex funcionário, porque Aldolo foi funcionário de Marinho, como seu jeito de nominar as revistas e até se apropriou de suas fontes, numa jogada que deixou Adolfo sem falar com Roberto durante muitos anos.
Na época que a editora de Marinho publicava todo tipo de coisa, já com suas capas sensuais e seu jeito agressivo de trabalho, Adolfo criou a Ebal (editora Brasil América) e ai começou a editar a nata dos quadrinhos gringos e nacionais. foi ele quem primeiro fez contato com os sindicatos donos dos quadrinhos americanos, e que trouxe os heróis como Batman, Superman e todos os outros que vieram depois.

em 1950 Adolfo lançou a Edição Maravilhosa número 24 que trazia O Guaraní de José de Alencar, com Desenhos de André Le Blanc.
Foi o primeiro editor a fazer trabalhos com a literatura para os quadrinhos.



Foi pra conseguir esse exemplar, que fiz tantas palestras esse mês, e depois fiquei disputando no mercado livre durante algumas semanas.
Consegui ganhar (depois de perder uma coleção dos quadrinhos Shell), e hoje com ela nas minhas mãos vou começar a ler o grande clássico de Alencar, de uma forma muito boa, unindo minhas duas paixões, quadrinhos e a literatura.

Todas as edições publicadas pela Ebal trazia uma biografia do autor, também indicava o livro e estimulava a criança a ter uma biblioteca.

Quem quiser se aprofundar no assunto, indico o ótimo livro Guerra dos Gibis (que publiquei a capa assima) além de trazer todo o trabalho editorial da época, ainda dá uma idéia de como os Marinhos trabalhavam, além de mostrar a vida e todas as publicações de Aizen, da EBal.

Outro livro, que também é catálogo, e ai pode ajudar quem coleciona os quadrinhos da época, é o livro: Ebal Fábrica de quadrinhos de Ezequiel de Azevedo, que traz a primeira capa de cada coleção de todas as publicações da Ebal.

Essa foto acima, é de alguns clássicos da revista Edição Maravilhosa que consegui colecionar até agora, como a Queda da Bastilha de Charles Dickens, O tronco do ipê, também de Alencar, Beau Geste de RC Wren, Quo Vadis de Henry Sienkiewicz, Ben-Hyr de Gen. Lew Wallace, O Claustro eo Lar de Charles Reade, O Sertanejo de José de Alencar, Memórias de um revolucionário de João Alberto de Lins de Barros (edição muito boa, com um inesquecível pedaço da nossa história), Os dramas da floresta Virgem Manoel Victor (essa é história da luta de palmares), Daniel Boone de John Barkeless (que depois virou seriado), Doidinho de José Lins do Rêgo, A guerra dos mundos de HG.Wells (depois virou dois filmes, o último estrelado por Ton Cruise, Bangüê e o Moleque Ricardo, ambos também de José Lins do Rêgo.
bom, vou agora ler, e agente se fala em breve.
Ferréz

7 comentários:

Marcelo Mota Valério disse...

Parabéns pelo blog! Interessante, não sabia que tinha sido Roberto Marinho...

Marcelo Mota Valério
http://motavalerio.blogspot.com

Makinário disse...

É A unica coisa que esse Roberto Marinho (que já foi tarde) fez nessa vida.

Eu sou fã de gibis e aqui em Porto Alegre tem alguns cedos que se encontra essas raridades.
Valeu Ferrez

isasidney disse...

LUA QUEBRADA


Um professor e sua aluna. Tudo os separa, nada os une. A não ser a paixão. Uma paixão sem limites, vivida com toda a intensidade da experiência e da juventude. Um livro forte, pela emoção, pela cumplicidade, pelo erotismo. Uma história que mexe com todos os sentidos do leitor, até a última linha. Experiência única na Literatura Brasileira, LUA QUEBRADA é um livro imperdível e inesquecível.

Autor: Isaias Edson Sidney

Publicação da Biblioteca24x7.

Só disponível pela Internet, no endereço abaixo (categoria: ERÓTICO).

http//www.biblioteca24x7.com.br

isasidney disse...

LUA QUEBRADA


Um professor e sua aluna. Tudo os separa, nada os une. A não ser a paixão. Uma paixão sem limites, vivida com toda a intensidade da experiência e da juventude. Um livro forte, pela emoção, pela cumplicidade, pelo erotismo. Uma história que mexe com todos os sentidos do leitor, até a última linha. Experiência única na Literatura Brasileira, LUA QUEBRADA é um livro imperdível e inesquecível.

Autor: Isaias Edson Sidney

Publicação da Biblioteca24x7.

Só disponível pela Internet, no endereço abaixo (categoria: ERÓTICO).

http//www.biblioteca24x7.com.br

DW disse...

na verdade eu queria é enviar uns trabalhos meus para avaliação...este é meu blog ( www.ideiad.blogspot.com)

J. G. Fajardo - Pintor e Desenhista Hiperrealista disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
J. G. Fajardo - Pintor e Desenhista Hiperrealista disse...

Sempre fui fã de quadrinhos e especialmente dos gibis da Ebal. Tudo começou em 1972, quando eu ainda era um garoto do interior, que gostava à beça de desenhar. Mas lá não tinha banca de jornais e revistas, então, a alternativa era ir à cidade mais próxima e adquirir. Certa vez, meu pai me deu uma revista bonita, bem impressa, capa plastificada, colorida, com excelentes ilustrações chamativas. Seu inerior era todo feito à bico-de-pena, também em cores, sobre papel de excelente qualidade para a época. Era a edição do Zorro em cores, formato americano, nºs 10, 13 e 14. Presentaço!! Há pouco tempo readiquiri essas revistas, em ótimo estado de conservação, pois, as antigas, de minha infância foram jogadas fora por parentes. Mas valeu a oportunidade e parabéns pelo blog.
Obrigado,
J G Fajardo