Blog do escritor Ferréz

Cada Momento

Cada momento (Ferréz)


Cada momento
Ficará só comigo
Mesmo com novos amigos
Ficará só comigo

Na nossa terra falta água
E sobra terra seca
O espelho reflete esperança
Misturada com tristeza

Lá lhe convidam a sentar na mesa
Contam histórias e lêem velhas cartas
Voltam ao passado
Lembram de guerras e mostram marcas

A chuva molha a chuva
Que caiu anteriormente
Assim é o que recorda
A mente de quem sente

Enquanto a vida na cidade
É uma pilha de papel esquecida
Que esconde palavras puras
Que mostram o sentido da vida

O que sinto agora?
Já esqueci de mim
Sinto o vazio, o ausente
A falta da minha gente

3 comentários:

Maria Ester disse...

Olá Férrez, tudo bem? Recebi no ano passado um dos seus livros, presente de uma amiga. Estou lendo-o. É uma maravilha, já chorei e dei umas boas gargalhadas, com a crônica "Pegou um Axé". Quem presenciasse, pensaria que estou maluca, mas que nada, pura emoção com o texto que escreves. Parabéns!" Sou professora e trabalho com meus alunos e alunas sobre a cultura Hip Hop; inclusive já temos um cd com as músicas que produziram. Se tiveres tempo dá uma olhada em nosso blog. Se vieres em NH, na feira do Livro, como é pretendido pela organização estaremos lá para prestigiá-lo. Um grande abraço, Ester.

Zek disse...

Poesia é como lavar a alma, tanto para quem lê, quanto para quem escreve !!!

Marcio disse...

Salve!
Lembra de mim? o Marcio lá do Pq. Fernanda.
Sempre leio as coisas que escreve e isso nos uni no pensamento.
A poesia é algo que realmente enobrece a alma dos homens.
abraços,
Marcio