Blog do escritor Ferréz

Novidades do Aniversário da 1dasul, e texto novo.

Salve aos 1dasulmaníacos e literários(as) de plantão, que acreditam na mudança, ele já existe e é plantada todos os dias, cês tão ligados.
E as novidades não param, nesse mês tem texto meu inédito na revista Caros Amigos, preparei a crônica durante mais de 7 meses assistindo filmes, é só ler para ver o preconceito que os seriados e filmes nos jogam a todo momento.
E para mostrar a resistência nossa de cada dia, continuando a comemoração dos 9 anos da Grife 1dasul, depois de inaugurar a loja em Santo Amaro, agente está dando um basta nos sufistas de caderno da Tilibra, a periferia num aguenta mais ver essas ilusões, então nada mais digno que lançar o próprio caderno da quebrada.
a 1dasul tem a honra de apresentar seu primeiro caderno, criado, produzido e vendido no gueto.
Para incorporar papel reciclado foi muita treta, mas agente conseguiu, e todo o caderno além de ser produzido aqui na quebrada é ecologicamente correto.
Também vem com frases contra o álcool (nas escolas a bebedeira tá foda) e frases sobre a valorização da vida, além de trazer na última capa a ideologia da 1dasul e suas origens.

confere ai as fotos do primeiro caderno feito para a periferia.

Já a venda na 1dasul Loja 1: Avenida Comendador Sant'anna 138 Capão Redondo.5870-7409

Loja 2 Av. Adolfo Pinheiro, Galeria Borba Gato, 31. Santo Amaro.

7 comentários:

denis_dbs disse...

Aê Ferréz, muito loko o caderno da 1 da Sul, amanhã mesmo vou na loja comprar!!!
Esse caderno veio a hora certa, eu ia ser obrigado a comprar um caderno com a bosta dos "sufistas de caderno da Tilibra"...

Quem tá é nóis!!!

yLSAO E RENATO VITAL A CORRENTE FORTE DO GUETO disse...

Era o que faltava, estava pensando esses dias sobre isso, estava faltando mesmo um caderno desse pra gente. Quando não era surfista de caderno, era uma boyzinha tomando sorvete e andando de bicicleta com outro boyzinho, ou então um viado escalando uma porra de montanha ilusória. 1dasul a marca que vem trazendo mudanças sérias na periferia, e Férrez mais que artista do gueto, um exemplo de coragem e determinação.

Zine Qua Non disse...

Nada de caderno "com personalidade" da Tilibra, pessoas sorrindo, flores e praias.
Gostei do caderno...
Boas vendas e sucesso!

denis_dbs disse...

Ae, achei muito louco o caderno, parabéns! Fui na loja no Capão no sábado, só não comprei pq só tinha caderno de 1 matéria!!!

Aí vai uma sugestão: Fazer um caderno de 10 matérias! Tô ligado que é embaçado e foi mó treta pra lançar um caderno, mas se der pra fazer um de 10 matérias ia ficar loko!!!

Mesmo assim, parabéns pela qualidade do caderno, chapado!!!

Leandra Efigênia disse...

Ufa! Até q enfim! As sessões de cinema na casa de parentes (todos negros) sempre foram recheadas de análises minhas como as feitas por vc, em Caros Amigos/fev. Todos me acham xiita por isso. Dizem: relaxe e curta o filme, vc está pirando!? Santa conformação! Santa deformação! Textos como o seu fortificam nossos ecos de luta e resistente guerra. Parabéns!

Gritaria Zine disse...

Muito loca a crônica. A revista aumentou o preço pra cacete, nunca mais comprei, mas quando vi seu nome na capa, tive que ler a parada inteira na banca mesmo, hahah..

O preconceito é pesado, cara. E isso existe não somente nos blockbusters de hollywood. Desde desenhos infantis, livrinhos, seriados, novelas, comerciais e tudo mais.

Por exemplo, o seu madruga é muito engraçado, mas no inconsciente popular faz as pessoas pensarem que todo desempregado é vagabundo, preguiçoso, não quer fazer nada da vida, nem pagar o aluguel, essas coisas.

Colei na loja essa semana, vi várias paradas novas! Legal mesmo!

abraços

LKS disse...

mano ond posso comprar esse caderno na net moro meio longe das lojas melhor esplicando (Marilia-SP)
e todos aki pagan na camisa 1dasul e c eu arrumar o caderno o povo vai pagar pal pra karalho e logico represendo na quebrada da zona sul