Blog do escritor Ferréz

No Vaga (Ferréz)

No Vaga. (texto do livro Ninguém é inocente em São Paulo)

E aí, encontrou?
Encontrei nada.
E o negócio do purificador?
Era tudo ilusão, fiz curso de três dias e depois descobri.
Já sei, de porta em porta de novo.
É, eles falam que é fixo, mas na real é de porta em porta.
Povo pilantra.
Pilantra é pouco, até a condução eu tinha que pagar.
E chegou a fazer o dito estágio?
Fiz sim, comprei até roupa no cartão.
Isso que fode tudo.
Pior foi o Deusdete.
O que foi?
Comprou uma máquina de fralda.
Meu Deus, esse homem não aprende.
Aprende não, não chega aquela das camisas, lembra?
Lembro, sim. Fez meia dúzia de estampa e depois foi vender a máquina.
O pior dos piores é fazer os books.
É mesmo, toda mãe acha que o filho é o mais bonito.
Eles chegam a fazer até curso com as meninas.
Tudo mentira, até a filha zarolha da Lúcia entrou nessa. Já viu modelo zarolha?
Depois elas pagam mó dinheiro e ficam com as fotos guardadas.
É mesmo, porque vaga na TV, meu filho, já tá tudo prometido.
Tudo conversa fiada de televisão.
Não sei por que tem gente que ainda cai nisso.
Desespero, eu acho.
É mesmo, o povo chega até a fazer colar.
E quem compra colar na favela, Meu Deus?
Que nem as antenas parabólicas.
Quem caiu nessa?
O Zinho, lá da Rua 10, vendeu meia-dúzia, não ganhou nem o do sal.
Tô falando, depois eles anunciam que tem muita vaga.
Tem vaga para ser explorado.
É mesmo, agora amanhã eu vou ver um bom.
Qual que é?
É um plano dentário, se vender três, o emprego é seu.
Nossa! Não tem como me envolver?
Só se você quiser comprar um meu.
E quanto é?

6 comentários:

Matéria Prima disse...

Grande Ferréz. Sou um grande admirador seu. Estou atrás desse seu livro " ninguém é inocente em São Paulo, mas vo te contar que tá um pouco difícil de achar. Enfim, só esse texto que você colocou auqi já me deixou com mais vontade ainda de ler esse livro.

Abraço..e sucesso.

William WWW disse...

E ae Tru?! Não tem emprego de escritor por aí não? Hehehe, firmeza total o retorno na Caros, a letra dada pela fita da Sé no show dos Racionais e tals. Ae, esse trecho do livro me fez lembrar uma crônica da Caros Amigos escrita pela MArilene Felinto... O título é CRIME E TELEMARKETING... não quero fazer propaganda pro Mino Carta, mas a letra da Marilene é foda. Ela lançou o que eu sempre pensei sobre os trampos disponiveis pra nós, e a minha letra é: nem orgulho nem migalhas, o que falta é perspectiva e horizonte, essa é a cara da arte e da educação, fomentar sonhos. Afinal a ilusão já levou muitos dos nossos. Tenho muito interesse de colar na cooperifa... se pans me dá um toque lá no blog http://williamww.blogspot.com de como chegar, quem procurar, etc.
É nóis! Forte abraço.

Lilian disse...

Estou batendo no bandeiro pra não bater em você,
você não chegou pra eu fazer uma fuá
estou batendo no pandeiro pra não bater em você.
Quem é você?
Sou gente
quem é você?
Sou político
o que você vai ser quando eu crescer?
um político ?
ou um povo ?
o que você vai ser quando você crescer
vou ser ladrão , papai!
como assim ?
Vou ser político
hora bolas
--para de brincar filho!
que isso papai estou fazendo estágio pra brincar com o povo
- Eu quero ser honesto
Papai que nem Zé Dirceu
Quero ser corajoso
Semelhante ao Roberto Jefersson
Igualmente ao Janene
E para não duvidar dos bancos
guardar dinheiro na cueca ,
Quero ser que nem o ........................
Papa!

Tiago Mine disse...

Salve, salve, camarada... andei fuçando uns livros teus na FNAC, enquanto fazia um intervalo nas abordagens literárias labutando minhas escribas na porta do mesmo estabeleciento onde o procurava pelas palavras, queria ver os que escrevem hoje e representam cada qual o seu EU(se houver um ). Já tinha visto uma reportagem tua pela Cultura. Gostei. Vc tinha lido esse texto mesmo no final da matéria. Gostei; e gostei de novo;
só pra dar um salve mesmo, que o mundo não para nem pra pensar, o que diga pra escrever... sorte com os teus. Até.

Adriano disse...

Aí Ferrez, matou a pau no texto, Cara, sou do Sul, RS, não encontramos os teus livros nas livrarias daqui, estamos tentando montar uma biblioteca comunitária no meu bairro, tá difícil, mas vamos indo, pode dar uma dica onde podemos comprar ou encomendar as publicações.

Rafael disse...

oi ferrez.
gostaria de saber aqui em sp onde posso encontrar os seus livros.
encontro na internet? qual site?

abraço,
rafael