Blog do escritor Ferréz

Literatura Marginal segundo encontro

Salve
tá confirmado,


Literatura Marginal Segundo encontro.
"Quais os caminhos da literatura e da periferia?"

dia 03 de junho de 2007 (ano terrestre)
das 18:00 as 22:00 hs.
Performances, textos, atitude e a lua do Capão Redondo
Apresentação: Ferréz
Escritor convidado: Chico César recitando "Cantáteis".
Local: Barraca do Saldanha
Rua Marco Basait, 75 próximo ao supermercado Ricoy.
Centro do Capão Redondo.
Patrocínio: 1dasul/Firme e Forte.
Apoio: Bblioteca Êxodus.
A cultura da Periferia em ação.

7 comentários:

Wallace disse...

putzzz queria ir nesse encontro q pena q é longe de mais se não eu ia!!!!
mas ta valendo!!!
eu tambem queria saber onde eu consigo livros de literatura marginal(tirandu o mutarelli)????
vc sabe algum lugar especifico???
vlw!
flw ateh mais!

Vitor disse...

Ferrez, sempre que tiver um tempo, mande para nós do Observatório de Favelas esses eventos,q ue colaboramos na divulgação entre nossos parceiros.
forte abraço,
vitor@observatoriodefavelas.org.br

Robinson Rosário Pitelli disse...

Caro Ferrez,
Acho muito legal você promover e estimular esses encontros de literatura alternativa. Fazer algo diferente para o povão cria oportunidades para um questionamento. Quero lhe contar sobre um cara que eu conheci. É Antanas Mockus, ex-prefeito de Bogotá (na Colômbia), que passou aqui por São Paulo, vindo de outro compromisso em Fortaleza. Vi-o numa apresentação memorável no auditório da Sede da Prefeitura da nossa Cidade no dia 24, quinta-feira.
Realmente ele se mostrou uma personalidade ímpar. Provoca reações imprevisíveis nas pessoas e cria oportunidades para a quebra de paradigmas. Depois da apresentação eu senti falta de um texto que resumisse sua fala. Fiquei dividido entre as tarefas de desfrutar daquilo que ouvia e anotar as idéias para não perdê-las. Decidi-me pela primeira. Os relatos do prefeito Antanas são intrigantes e capciosos. Ouvi-lo requer raciocínio rápido para entender a mecânica social que ele descreve com destreza.
Para lhes dar uma idéia de quem é ele transcrevo um trecho dos comentários colhidos de Fortaleza:
- Antes de ser prefeito de Bogotá, Antanas foi reitor da Universidade Nacional da Colômbia. Para chamar a atenção dos universitários que faziam reivindicações, ele chegou a mostrar a bunda diante de todos.
- Já como prefeito, ele usou um colete à prova de balas com um buraco em forma de coração acima do peito. Tudo para se opor à ameaça das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) - guerrilha colombiana de esquerda - de assassinar os prefeitos colombianos que não renunciassem seus cargos em 2002.
- Fez de um pedaço de cano de PVC uma espécie de colar da cidadania. Para ele, PVC significaria Pacífica Vivência Cidadã. Convidou os bogotanos a fazer o mesmo.
- Vestiu-se uma vez de super-herói para dizer que as grandes metrópoles necessitam de verdadeiros heróis a fim de enfrentar problemas como a insegurança e a intolerância.


Na minha opinião, no caso da violência urbana, acredito que falta coragem para que nós, brasileiros, vejamos a realidade completa e integralmente. Poucas pessoas conseguem esse feito sem sentir a compulsão de abandonar o país. É preciso muita coragem para admitir que o Brasil foi e continua sendo palco de tanta violência e para aceitar nossa impotência perante esse fenômeno que já persiste há séculos e que produz em nosso âmago um amplo e diversificado repertório de precedentes.
A percepção é essencialmente produto da atenção do sujeito. Só percebemos algo a que nos dispomos prestar atenção. Já a interpretação é uma etapa diversa. Ela começa concomitantemente com a percepção e pode durar várias horas, até dias. A interpretação está diretamente relacionada com o repertório do sujeito. Só vemos aquilo que já temos dentro de nós.
A cada novo episódio de ônibus incendiado ou morte por bala perdida, como é inevitável voltar a face para o outro lado, desviando a atenção, recorremos à etapa de interpretação para trabalhar a negação coletiva do fato. Nesse sentido somos apoiados pela imprensa e pelo governo na tarefa hercúlea de iludir 180 milhões de pessoas.
Então agora já sabemos que, com ações isoladas, não podemos mudar essa realidade. Teremos que aprender a lidar com essa característica do nosso povo urbano ou buscar guarida na alienação.
O prefeito Antanas nos mostra, entretanto, que há um punhado de pequenos erros que só depende de nós mesmos reconhecê-los. Focalizemos nossa atenção nesses erros que estão ao nosso alcance. Reconheçamo-los e aprendamos com eles. Isso vai fazer uma grande diferença na nossa qualidade de vida. Ainda que o Brasil continue sendo um país violento por muito mais anos, alguma melhora com certeza virá.
Esse é o meu pensamento hoje. Mas,... eu posso estar errado. Pois somos todos humanos e falíveis.
Referências recentes feitas a Antanas:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=435551
http://www.opovo.com.br/opovo/fortaleza/697085.html
http://www.tierramerica.net/2001/0318/pdialogo.shtml
http://www.corpovisionarios.com/equipo.html

moonlight_girl disse...

Oi Ferréz, sou quase professora e tive contato com seu livro Amanhecer Esmeralda na escola em que faço meus estágios, gostaria muito de te enviar um comentário a respeito.

Pode me passar um email seu?

Meu endereço é:
moonlight_girl_1@hotmail.com

ELSON TEIXEIRA CARDOSO disse...

Salve, Ferréz! Acessei seu blog e fiz um link no meu (www.elsonteixeiracardoso.blogspot.com).
Quando puder, acesse. Acho que tu vai gostar.
Admiro teu trabalho, cara.

Elson Teixeira Cardoso

inversus_carclub disse...

bom dia ferrez,
ferrez estou lhe mandando esse outro comentario pois naum sei se oq mandei foi pois o micro travou bem na hora que enviei..
foi uma satisfação muito grande ter conhecido vc, adimiro seu trabalho acho muito legal esse lance de cultura para o povo, acho legal o incentivo que vc da as crianças, a grife que vc montou para o pessoal ai da area que pelo visto te surpreendeu pois atingiu longas distancias legal, vc achei um cara muito humilde e legal, gostaria de saber tbm onde posso encontrar livro seu na loja mesmo tem????
estou interessado em ler suas autorias, valeu pela força que vc deu pra gente e a confiança...
espero que possamos manter nossa parceria sempre leal e lado a lado, te garanto uma coisa que aki vc pode contar sempre, pois alguns dos nossos pontos de vista são pelo mesmo ideal, e nosso convite esta de pé esperamos sua presença aki na loja Ferrez ficariamos muito honrados e ter sua visita aki espero mesmo sua presença...pra podermos conversar melhor por melhor dizendo expressar nossas opniões, nossa parceria sera sempre firme e forte, me desculpe pela falta de educação de domingo por nos termos que ir embora, tinhamos outro compromisso e estavamos la desde de a 5 pois fikamos sabendo que o encontro iria começar as 4..
desculpe-nos mesmo nossa intenção naum era de tipo so conversar com vc o que era de nosso interesse e ir embora, espero que naum tenha tido essa impressão de nos mesmo que a primeira impressão é a q fika naum somos assim.....entaum estou aki para lhe dar satisfação por ontem
bom acho que ja falei de mais
nosso convite esta ai para vc sempre que quizer
r. paulo do vale, 348, cercado grande embu das artes
4241-7597/9865-5130
abraços mottaboy
satisfações mesmo Ferrez meu fikei muito feliz em ter tido essa oportunidade de conhecer vc...
obs: o e-mail que uso para logar aki e poder postar é o mail antigo da equipe....
abraços
"vamo que vamo que a favela naum pode parar"
1DASUL & EQUIPE DE RUA

luciana Velloso disse...

Salve Ferréz!!
Aqui é Luciana Velloso de Bh/Mg, tô trabalhando com seu livro Capão Pecado no mestrado pela UFMG. Queria muito um contato, um bate papo.
Meu e-mail: luclavebr@yahoo.com.br
Salve, Salve!!!