Blog do escritor Ferréz

o circo dos horrores.

playboy constrói o banker, que o show começou.











expectadores, deixem sair todo ódio contido no coração.


Favela é um mundo particular, pais embargado.
sem ajuda do exterior como a Cuba de Fidel Castro.
















As lágrimas não vão molhar seu rosto.
a pólvora não vai queimar seu corpo.
Não vai ser torturado, nem envelhecer no xis.






















Respeitável Público, Sras e Srs, meninos e meninas sejam bem vindos ao nosso circo.
nas jaulas não temos tigres nem leões, temos seres humanos.
pras crianças nao temos hot dog, as crianças aqui morrem de inanição.
aqui o tiro não é na lata e o vencedor ganha um ursinho, o tiro é de uru no agente penitenciário, na tentativa da quadrilha de resgatar seus comparsas.
nao é o homem bala, é a criança defendendo a boca que ela vende droga pra quadrilha rival não invadir.
os palhaços aqui são o povo que elegeu um presidente com a campanha financiada no caixa 2.
no malabarismo temos crincás no farol.
o ilusionimos fica por conta das cpis, o resultado deals é aparte humorísita da nossa apresentação.
Facção Central - do disco "O espetáculo do circo dos horrores".

2 comentários:

Jorge Cordeiro disse...

Ferrez, antes de mais nada, parabéns pelo blog, duro mas necessário.

Sou jornalista e estou envolvido num projeto de um livro que pretende discutir o futuro do mesmo. O projeto pretende reunir 60 nomes de pessoas ligadas ao meio e vc, por ser escritor e blogueiro, se encaixa muito bem. Gostaria de convidá-lo a participar. Se puder me mandar um email pra eu poder explicar melhor e mandar a carta de apresentação do projeto, agradeço. Meu email: jhcordeiro@gmail.com

um abraço
Jorge Cordeiro

.:Meu Chatô:. disse...

Ferrez, acabei de baixar este album do facção central e é foda a ilustração da letra.

uma vez trocamos uma idéia em porto alegre, no fórum de 2001, ali na puc, sentado ali da roda de poesia.

sei lá se vc lembra, de qualquer forma, parabenizo pelo blog.

cris japa