Blog do escritor Ferréz

Primeira matéria sobre meu novo livro.

Salve, essa é a primeira matéria sobre meu novo livro "Os Ricos Também Morrem", muito bom quando o repórter entende a obra. Gostei muito e é isso que sempre peço, que leiam o livro, depois podem criticar, falar bem ou mal, tanto faz, mas ler já demonstra respeito pela obra.
http://www.diariosp.com.br/blog/detalhe/29058/ferrez-mostra-o-universo-periferico-em-novo-livro

O Um. (Ferréz)


O Um.

Vão seguir, 
sem mim,
sem os princípios
sem paixão.
Versos soltos
da boca pra fora.
Tiros engasgados
da velha pistola.
Deixe-os morrer
deitar e só
morrer.
Seguir em frente
o melhor
o maior
que puder.
Quem são vocês?
Maior que nunca
eu serei.
Quando me afastar
o desajustado
cansado de encorar
o passado.
tentando tornar
as mudanças
frutas comestíveis
doces.
A causa era tudo
o motivo
para assim deixar
tudo para trás.
Estão mortos
mas não sabem
se olham no espelho
e veem a ilusão.
Vou pegar a pá
enterrar antigos 
fantasmas,
Cave para mim
abra o buraco
tão negro como 
a noite dentro dele.
Cave e deixe o suór.
Cave e deixe as lágrimas
molharem a madeira.
Onde não ouve caráter
e sim caracteres
que formavam
a palavra
decepção.

Ferréz no Instagram

Agora estou no Instagram, anota ai parças @ferrezoficial São tempos modernos como diria Chaplin.

Cieja Sapopemba

Ontem foi um dia formidável, fiz uma grande palestra no Cieja Sapopemba, Zona Leste da Cidade de Sampa.
Pessoas adoráveis, uma noite inesquecível, onde a literatura provou sua importância na vida dessas pessoas, que no final são o meu sonho de consumo. Leitores com histórias de vida tão fantásticas como um bom romance.
Ver os meus textos nas salas de aulas, ganhar de presente um quadro do DNS pintado a mão, um Cieja todo cheio de flores, plantas, sorriso, sonhos por todos os lados.
Obrigado Zona Leste, obrigado a todos que compareceram.
Ao Nilton que me levou lá de táxi, a Dana que me ajudou e ao Germano Urbanista, escritor que colou para somar.
Axé.
Ferréz

poeminha do desespero

Foda
ver eles gritando
aprovando
tipo
cadeia
pra 16
anos
mãos ao alto
não é o assalto
aprovação
tipo
Hitler
as
mesmas
mãos
e
você
soltando pipa
nem
sabendo
que programado
pra
ser
prisão
é o
seu país
detenção
sem
muro
sem
dia
12 de outubro.

Ferréz

Novo livro do Ferréz em Maio

Lançamento Nacional
Os Ricos Também Morrem
 5 de maio, às 19h, na Livraria Martins Fontes (Av.Paulista, 509 - Cerqueira Cesar - São Paulo – SP /Fone:(11)2167-9909), em frente ao Metro Brigadeiro (saída Al. Brigadeiro Luís Antônio, lado Jardins).

2 Pesos, 2 medidas.

Pra quem mora em periferia, sabe que aqui tudo tem outro peso e outra medida, truculência desnecessária, anos de idolatria a uma corporação falida e fora de alinhamento com o mundo moderno. Quem mora em periferia tem que sempre sair de casa preparado para se explicar, ter decorado o roteiro para onde vai e o que vai fazer por lá.
Ter na ponta da língua um "sim senhor", "não senhor". Estar sempre preparado para ser revistado, jogado na parede, ter as pernas chutadas para que a...bra mais e assim facilite o "trabalho da polícia", ter seus bolsos revistados, ter a nota do celular na carteira. De uns meses pra cá, é impossível andar alguns quarteirões, é blitz de moto (100 motos levadas em cada uma na média). É enquadro da Tático, da Rota, da PM e até da GCM. Aqui a polícia tem outros métodos, outros padrões, que varia muito de viatura para viatura. Uma verdade só, o país é dividido em 2. Duas leis, dois tratamentos, duas soluções bem diferentes uma da outra.

Ferréz dia 11 de Abril no Festival da Mantiqueira


Escritor Ferréz faz palestra no Festival da Mantiqueira.
http://festivaldamantiqueira.com.br/2015/

SÁBADO, 11 DE ABRIL | 11H00 | A LITERATURA INFANTIL JÁ É ADULTA – LOCAL: TENDA LITERÁRIA    
 
Paulistano nascido em 1975 começou a escrever aos 12 anos. Seu primeiro livro, de poesia, Fortaleza da Desilusão, foi lançado em 1997. Mas foi com o romance Capão Pecado (Planeta, 2000) que ele se firmou na carreira literária. Com Manual Prático do Ódio (Planeta, 2013) foi apelidado por leitores como “o romancista da traição”. Em 2014 lançou o infantil Amanhecer Esmeralda (DSOP) e em 2006 o livro de contos Ninguém é inocente em São Paulo (Objetiva), indicado ao Jabuti. Teve obras traduzidas em oito países. Em 2012 lançou pela Planeta o romance Deus foi almoçar (Planeta) e o infantil O pote mágico.

  SÁBADO, 11 DE ABRIL | 11H00 | A LITERATURA INFANTIL JÁ É ADULTA – LOCAL: TENDA LITERÁRIA

Os ricos também morrem

Mais um filho chegando nas livrarias, um super trabalho em equipe, que tenho o orgulho de compartilhar, com capa de Alexandre de Maio, e todo o corre da Marisa Moura, minha agente, além da editora Planeta nas figuras de Marcia, Cassiano e Fábio, além de tantos que dão suporte para esse contador de histórias. A missão é só uma, embora trabalhosa, colocar esse livro na mão de cada menino e menina da periferia. Bora correr para ver o sonho ganhar forma.

Paris - Salão do Livro

E tem sido dias ótimos aqui em Paris, onde as conversas vão a mil graus, embora lá fora esteja 7 graus. Muita gente do bem, muitas risadas, e bora fazer a revolução através das palavras. Um só ideal, contar boas histórias, levar a cultura do nosso povo para que todos possam rir, chorar, amar, odiar com nossas palavras.